Guarnições de Combate a Incêndios Florestais (CGIFs), da base de São Félix do Xingu, no Sudeste do Pará, se deslocaram  para as vilas Clariane e do Macaco, distantes aproximadamente 45 e 55 km, respectivamente, do núcleo urbano de São Félix do Xingu, onde há focos de incêndio.

As equipes compostas por 10 bombeiros militares se deslocam a vilas do município também para ações de prevenção.

Como parte da Operação Fênix 2021, as Guarnições são compostas por 10 bombeiros militares, que percorrem as localidades combatendo o fogo na mata, com apoio de duas viaturas e vários equipamentos.

As equipes compostas por 10 bombeiros militares se deslocam a vilas do município também para ações de prevenção.

A ocorrência de chuvas rápidas e com menor intensidade na região ajudou a diminuir o fogo. Mas, de acordo com o subtenente BM Mateus Cacis Salomão, especialista em combate a incêndios florestais, as precipitações não apagam totalmente os focos, daí a necessidade de deslocamento aos locais onde as chamas resistem. Segundo o bombeiro militar, nem sempre o GPS indica incêndios florestais; às vezes, são “falsos focos”, por isso há necessidade de confirmação no local.

As Guarnições também realizam ações preventivas a incêndios florestais, com a distribuição de material informativo fornecidos pela prefeitura local, a fim de reduzir os focos de calor na região.

Colaboração de  Cabo Barreto (CBM)/ Agência Pará.

#JoãoCleberTrabalhador
#BatistaAbreuTrabalhador
#OTrabalhoVoltou
#QuemAmaCuida
#OtrabalhoNaoPara
#CompromissoComoTrabalho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *