Um fato inédito na Saúde Pública Municipal de São Félix do Xingu. Às 15h49 do dia 15 de março ano 2022, nascia de parto cesariana na Maternidade Infantil Nossa Senhora dos Mercês dois (2) Bebês Indígenas Gêmeos, filhos de índios das etnias Gavião e Kayapo, pertencentes a comunidade da Aldeia Krinhoere.

Um momento para ficar marcado na vida e na história de São Félix do Xingu. As crianças indígenas nasceram de Parto Cesariana Gemelar, uma pesando 2kg e 405 gramas e o outro 2kg e 700 gramas e estão homenageadas com os nomes de Raphael Antônio, Secretário de Saúde e de Isaac Técnico do Laboratório do Hospital Municipal. 

Os Gêmeos nasceram de Parto Cesariana Gemelar na Maternidade Infantil de São Félix do Xingu. Gemelar de placenta única monocorionica e monocoriotica caso raro da etnia kayapo. Nos últimos 15 anos ocorreu somente 2 caso como este, explica, Dr. Moacir Sampaio, Diretor Clínico do Hospital Municipal.

As crianças passaram a serem chamadas de Isaac Bep _ Jabiê Kayapo e Raphael Bepgoiê Kayapo, são filhos dos indígenas Tekajuru Kayapo (Pai) e Kokotum Kayapo (Mãe) tendo como Avós maternos Bep_ Kra da etnia Gavião e a Avó Panhtyk Kayapo.  

Os nascimentos das crianças indígenas na Rede Pública de Saúde de São Félix do Xingu, vem de encontro com os investimentos proporcionado pela atual administração e denota a confiança, credibilidade e o profissionalismo da equipe de saúde do município de São Félix do Xingu, ao qual vem fazendo saúde com humanização e com amor, explica Raphael Antônio, Secretário de Saúde. 

“Olá estamos aqui na maternidade, acompanhando o nascimento dos gêmeos da indígena Kokotum Kayapó que é da descendência, gavião com Kayapó, é raro um parto de gêmeos nos indígenas. Eu quero parabenizar a toda equipe da maternidade que realizou esse parto, um parto raro e um parto de alto risco, e confirmaram aqui a nossa parceria de assistência aos nossos indígenas de São Félix do Xingu. E fico muito feliz em saber que um dos gêmeos se chamará Raphael Antônio Kayapó, em nossa homenagem e o outro Isac Kayapó, em homenagem ao nosso técnico do Laboratório Municipal. Um grande abraço a todos vocês”. 

Jalkes de Souza, responsável técnico do Distrito Especial Indígena (DSEI) kayapo, estava acompanhado da Assistente Social Neuracy de Brito, relataram que os indígenas mesmo tendo a oportunidade de irem para um grande centro especializado em saúde, optaram por terem os bebês na Maternidade Infantil de São Félix do Xingu. “Foi demonstrado toda a resolutividade e assistência médica no parto da indígena pois se tratava de um parto de Alta Complexidade ao qual seria realizado em um hospital de grande porte e recursos na medicina”, destacou Jalkes de Sousa.

 

“Em nome dos indígenas assistidos por São Félix do Xingu, gostaria de agradecer a Secretaria Municipal de Saúde, aqui de São Félix do Xingu, na pessoa do Secretário Raphael e o prefeito João Cleber, pois a grande resolutividade da assistência foi mostrada no parto da indígena, que era um parto de alta complexidade que seria realizado em um hospital de maior porte e foi solucionado aqui em São Félix, tanto a mãe quanto as crianças passam muito bem”, disse Jalkes de Sousa.

São Félix do Xingu registra uma taxa de natalidade na Maternidade Infantil Nossa Senhora dos Mercês com média de noventa (90) nascimentos mês, custeadas com recursos do Sistema Único de Saúde (SUS).

#JoãoCleberTrabalhador
#BatistaAbreuTrabalhador
#OTrabalhoVoltou
#QuemAmaCuida
#OtrabalhoNaoPara
#CompromissoComoTrabalho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.