Quando você planta cacau, você contribui para a proteção do meio ambiente. A planta que dá origem à matéria prima do chocolate está servindo como fonte de renda e transformação social para muitos agricultores no município de São Félix do Xingu.

A região tem uma quantidade expressiva de áreas degradadas ou alteradas que podem servir para expansão da cacauicultura, além do mais os produtores ou agricultores rurais podem agregar ainda os benefícios da produção de cacau tanto para o meio ambiente quanto para os trabalhadores e consumidores.

Diante desse cenário os Secretários de Meio Ambiente e Mineração (SEMMAS), Sergio Benedetti e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEMAGRI), Marlos Peterle, estiveram em Brasília a onde foram recebidos por Wiliam Brito assessor da diretoria da Ceplac e Waldeck Araújo do Ministério da Agricultura em busca de apoio do Governo.

Marlos Peterle, Secretário de Agricultura de São Félix  do Xingu explica que a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira ( CEPLAC)  vem apoiar melhorias da produção e a produtividade da lavoura cacaueira no nosso município, incentivando instalações de indústria para compra da amêndoa de cacau e processamento da mesma (nibs, massa e manteiga de cacau), “ foi tratado também sobre novas tecnologia inovadora para produção cacau clonado,  e se compromete com entrega de sementes híbridas de cacau para implantação de novas áreas já que na safra passa a CEPAC não conseguiu atender a demanda do município de São Félix do Xingu”, disse Marlos Pertele.

#JoãoCleberTrabalhador
#BatistaAbreuTrabalhador
#OTrabalhoVoltou
#QuemAmaCuida
#OtrabalhoNaoPara
#CompromissoComoTrabalho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.