Por/ Roney Braga Wydiamaior / Fotos/ CBN.

O município de São Félix do Xingu, banhado pelos  rios Fresco e Xingu por meio de ações do governo municipal via secretaria de Turismo, aos poucos vem fomentando o mercado de peixe. A atividade tem se tornado uma excelente fonte de renda, especialmente para empreendedores locais.

Uma parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) de Redenção e Sindicato dos Produtores Rurais ofertou por duas semanas em São Félix do Xingu, curso de beneficiamento do pescado a servidores municipais e empreendedores autônomos ligados à cadeia de peixe do município. O objetivo maior é que o peixe seja degustado por diversos pratos e os consumidores ganhem qualidade e os comerciantes consiga agregar valor na comercialização do produto.

A atividade tem se tornado uma excelente fonte de renda, especialmente para empreendedores locais.

Joel Carlos Costa ( 44), instrutor do Senar, informou que o curso de beneficiamento de pescado teve duração de 40 horas de aulas práticas e teóricas que envolvem atividades de empreendedorismo, higienização no manuseio, tipos de cortes e pratos da pesca com peixes de rio ou em cativeiro profissionalizando atividade do pescado.

“Então é uma amostra de que é possível de se fazer de um tudo a base do peixe, fomentando a cadeia pesqueira que São Félix do Xingu e que a ideia é essa de transformar esse produto e deixá-lo mais acessível à população para o consumo de peixe. Quero agradecer todo apoio da prefeitura na pessoa do prefeito João Cleber e a secretaria de Turismo pela profissionalização e incentivo do pescado”. Disse Costa.

 

Joel Carlos Costa ( 44), instrutor do Senar, informou que o curso de beneficiamento de pescado teve duração de 40 horas de aulas práticas e teóricas que envolvem atividades de empreendedorismo.

Quem ficou entusiasmada e otimista por fazer parte do curso, foi à autônoma, Suely Luzia (55), casada, mãe de 04 filhos e moradora de São Félix do Xingu por mais de 20 anos.

“Foi muito bom o curso eu falo por mim e por todas as alunas que sem dúvida foi um grande aprendizado porque pra quem não sabia mexer com peixe como tirar as espinhas e aprender a comer peixe foi satisfatório e todos aprenderam a lidar com peixe. O apoio da prefeitura e do senar foi fundamental eu só tenho agradecer a Deus por proporcionar às mães a aprender a fazer algo de grande importância para todos nós”. Comemora.

Quem ficou entusiasmada e otimista por fazer parte do curso, foi à autônoma, Suely Luzia (55), casada, mãe de 04 filhos e moradora de São Félix do Xingu por mais de 20 anos.

Existe hoje um crescente número de pessoas produzindo peixes e colocando essa produção no mercado e, em contrapartida, existe também uma maior procura da população em consumir a carne branca pelos os motivos de ser barata e saudável. Daí a importância de capacitar e qualificar as pessoas em especial para atender o turista. Explicou Renato Tavares, Secretário de Turismo da Prefeitura de São Félix do Xingu.

Daí a importância de capacitar e qualificar as pessoas em especial para atender o turista. Explicou Renato Tavares, Secretário de Turismo da Prefeitura de São Félix do Xingu.

“Exatamente foi de grande importância essa ação do governo na realização desse curso no tocante ao preparo do pescado. Como nós moramos entre dois rios atividade pesqueira é muito grande e qual é a ideia do turismo em tudo isso é preparar as pessoas para fazer do nosso pescado pratos que possa ficar marcante na vida do turista que vem a São Félix do Xingu e com isso fazer que cria essa identidade do pescado da gastronomia contemplando não só as belezas das águas do rios Fresco e Xingu, mas também vai degustar deliciosos pratos feitos do pescado”.

O curso foi idealizado pela prefeitura de São Félix do Xingu e em parceria com Senar e Sindicato dos Produtores Rurais.

Por fim foram apresentados para degustação pratos e cortes desenvolvidos pelos participantes. Todos degustaram costelinha de tambaqui, pastel de vento e risole, coxinhas, esfirras, pizzas, processamento de linguiça, caldeirada das cabeças, filé ao molho de mandioca, torresminho da pele de peixe e além dos cortes de retiradas do filé, espinhas intramuscular e cortes das cabeças.

O curso denominado de beneficiamento do pescado ocorreu nas dependências da creche Raimundo Pinto Mesquita no bairro Alecrim, ofertado pela a prefeitura de São Félix do Xingu e em parceria com Senar e Sindicato dos Produtores Rurais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *